As 8 ilhas mais perigosas do mundo

Animais bizarros, vestígios de produtos nucleares ou químicos e até fantasmas, são algumas das ameaças que você pode encontrar nas ilhas que listamos. Fique atento para não agendar nenhum passeio às 8 ilhas mais perigosas do mundo.

8. ILHA DA QUEIMADA GRANDE, BRASIL



Mantenha distância dessa ilha, se você tiver sanidade. Ali existe uma concentração de 5 serpentes por metro quadrado. Não a toa, o desembarque no local é proibido pela Marinha do Brasil, apenas profissionais especializados tem acesso “livre” ali. Para piorar ainda mais a situação, a ilha tem uma epidemia de Jaraca-Ilhoa, uma das cobras mais peçonhentas do mundo. Cruzes!

7. MIYAKE-JIMA, JAPÃO



Você visitaria uma ilha que possui vulcões ativos? Esperamos que não. Pois Miyake-Jima é uma das seis ilhas vulcânicas que formam o arquipélago de Izu, perto do litoral de Tóquio, no Japão. Ali encontra-se um dos vulcões mais ativos do planeta, o Monte Oyama. Sua última erupção, em 2005, fez com que o vulcão expelisse constantemente um gás venenoso, obrigando os habitantes da ilha a carregarem uma máscara de proteção. A situação é tão feia, que sirenes instaladas na ilha avisam os habitantes que os níveis tóxicos estão muito altos.

6. SABA, ANTILHAS HOLANDESAS



Uma pacata ilha nas Antilhas Holandesas, próximo a Venezuela, parece ser um paraíso na terra? Enganou-se. A ilha de Saba pode ser um verdadeiro pesadelo para seus 1,2 mil habitantes em apenas 13 quilômetros quadrados de extensão. Nos últimos 150 anos, a ilha de Saba, foi atingida por mais furacões do que qualquer outra região do planeta. Se não bastasse, ocorreram quinze tempestades de categoria 3 e sete de categoria 5, índices relativamente altos, que marcaram ventos de mais de 250 km/h.

5. ATOL DE BIKINI, ILHAS MARSHALL



Você habitaria uma ilha que, no passado, foi utilizada para testes nucleares? Entre 1946 e 1958, o Atol de Bikini, formado por 36 ilhotas, em meio ao Oceano Pacífico teve 23 dispositivos nucleares detonados em seu terreno. Até os dias de hoje o local não foi repovoado, devido aos elevados níveis de radioatividade. Até o consumo de produtos do local, como frutas, poderia acrescentar ao corpo radioatividade suficiente para matar uma pessoa. No entanto, o local atrai muitos mergulhadores, interessados em desbravar os que sobrou dos antigos testes nucleares nas profundezas do atol.

4. ILHA DE GRUINARD, ESCÓCIA



Você lembra do Anthrax? Nos anos 2000 essa bactéria era a maior ameaça terrorista, que poderia ser lançada por um avião, contaminando o ar, a água, o solo e os alimentos. Pois que os ingleses, durante a Segunda Guerra Mundial, usaram a pequena ilha escocesa para experimentos químicos, como o perigoso Anthrax. O resultado, óbvio, foi devastador e acabou matando várias ovelhas, contaminando todo o território da ilha. Ao que tudo indica a ilha foi descontaminada nos anos 80, mas não vale a pena correr esse risco.

3. ILHAS FARALLON, ESTADOS UNIDOS



As ilhas de Farallon foram usadas como depósito de lixo radioativo entre por quase 30 anos, onde foram, aproximadamente, depositados 48 mil barris de poluição nuclear. Como será que a vida marinha da região ficou depois de toda essa violência a biodiversidade? Na verdade, os danos causados à natureza da ilha são desconhecidos, por isso, ficar longe de lá é uma boa saída.

2. ILHA RAMREE, MYANMAR



Morrer na boca de um crocodilo é um pesadelo que todos fugimos. Pois em 1945 os soldados nipônicos estavam combater os ingleses quando resolveram embrenhar-se pântano à dentro na Ilha de Ramree. Escolha errada, pois os coitados foram devorados por vários crocodilos enormes, dos 1.000 homens que compunham a tropa, somente 20 sobreviveram. Para piorar, a ilha também abriga mosquitos que transmitem malária e escorpiões venenosos. Deus nos livre!

1. ILHA DAS BONECAS, MÉXICO



A Ilha das Bonecas, é um lugar bastante assustador. Se você tem medo de fantasmas, melhor não passar por ali. A ilha, que fica próxima à Cidade do México, possui inúmeros bonecos pendurados em suas árvores. Reza a lenda que, no passado, um homem que havia perdido toda a sua família, ouviu uma mulher gritando ao longe. Ela estava se afogando em um dos muitos canais que existem na ilha. No entanto, ele foi incapaz de salvá-la, vindo a falecer. Mas, estranhamente, ele ainda ouviu a voz dela à noite, mesmo após sua morte. Por isso, ele começou a amarrar bonecas por todo o lugar, para afastar o espírito dela. Logo outros, talvez simpáticos à sua causa, fizeram o mesmo. Assim, a ilha tornou-se uma lenda, com bonecas por todo lado, virando uma atração turística macabra.

Fonte: Macaco Velho

Nenhum comentário:

Postar um comentário