Mentiras Históricas #3 - O Brontossauro nunca existiu



Essa é uma nova série de matérias da Revista Readaholics que vai trazer, em cada novo capítulo, uma série de histórias “inventadas”, e que poucos sabem que não passam de velhas mentiras e sabem a verdadeira versão. A Série “Mentiras Históricas” terá quatro capítulos, nesse penúltimo capítulo, vamos falar sobre uma mentira envolvendo uma das criaturas mais conhecidas do era dos dinossauros.

O Brontosssauro, aquela criatura colossal que todos conhecemos devido à sua grande cauda e seu pescoço enorme, nunca existiu, para a desilusão de muitos apaixonados por dinossauros.

A criatura surgiu devido à dois arqueólogos norte-americados, chamados Othniel C. Marsh e Edward D. Cope, que competiam para ver quem descobria mais espécies de dinossauros diferentes. Um dia, Marsh encontrou um fóssil de um ser herbívoro com uma longa cauda e pescoço comprido, a que chamou de Apatossauro, mas não conseguiu achar o crânio do animal pré-histórico e utilizou o osso da cabeça de outro réptil gigante para completar o esqueleto.
Dois anos depois, os coletores de ossos que trabalhavam para o arqueólogo enviaram para ele mais um fóssil, que ele pensou ser um novo ser e chamou de Brontossauro. O detalhe que passou batido a Marsh é que, na verdade, aquele não era o esqueleto de uma nova espécie, mas sim um Apatossauro mais completo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário