Livros feitos com pele humana

Livro do séc XVII contando sobre a execução de Henry Garnet

Hoje em dia, pode ser um tanto amedrontador e asqueroso quando a gente toca no assunto sobre livros feitos com peles humanas,logo as pessoas pensam que é um livro do diabo ou coisa parecida,mas até alguns séculos atrás essa era uma técnica bastante usada, principalmente em meios científicos da medicina.

Esses livros tinham suas capas confeccionadas em pele de humanos já mortos, esses seriam mortos que tinham suas peles vendidas por familiares pobres, pessoas presas, mortos de que ninguém daria falta,de membros amputados e até mesmo peles dos próprios pesquisadores.

Hoje em dia esses livros são muito raros de serem encontrados, geralmente são expostos em grandes bibliotecas para pesquisas ou fazem parte de coleções particulares de colecionadores.

Os exemplares mais conhecidos são:
  • Tratado de anatomia de 1568 de Andreas Versalius;
  • The Dance of Death, aventura medieval;
  • Lidolatrie Huguenote de 400 anos.
Fonte. Tedioso

Nenhum comentário:

Postar um comentário