Cientistas querem clonar mamute a partir de múmia de 39 mil anos


Você já deve ter reparado que o Mega Curioso adora o Japão, não é? Pois é, nós gostamos de muitas coisas que acontecem lá naquela terrinha incrível e a novidade agora é que aquele país está recebendo a visita ilustre de uma criatura chamada Yuka, o mamute mais bem preservado de todos os tempos.

É a primeira vez que esse mamute mumificado é colocado em exposição pública. Yuka foi encontrado há três anos na Sibéria e os paleontólogos acreditam que ele morreu entre os seis e 11 anos de idade, há 39 mil anos.

Um dos pesquisadores envolvidos com a descoberta de Yuka, Semyon Grigoriev, disse que o mamute está assim tão bem conservado porque passou todo esse tempo congelado. Ele disse supor que o mamute possa ter caído ou ficado atolado em algum lugar até morrer, o que explica a parte inferior do corpo do animal ter ficado bem conservada. Em compensação, o tronco superior foi praticamente todo corroído por predadores pré-históricos.

Veja abaixo algumas fotos tiradas do animal: 





Fonte: MegaCurioso

3 comentários:

  1. Agora vem a pergunta: o que raios vão fazer com um clone de mamute, hein? hahaha
    Beijos,
    Own Mine

    ResponderExcluir
  2. Não faço a mínima ideia.. kk
    Só espero que eles parem por aí e não inventem de clonar dinossauros, como fizeram no Jurassic Park.. kkk

    ResponderExcluir
  3. Tinha pensado em algo assim! Eles vão começar com o mamute, depois pegam o dinossauro... Vão colocando numa ilha... Vai saber, né? hahaha

    ResponderExcluir